O Reino da Terra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Reino da Terra

Mensagem por Narrador em Qua Ago 26, 2015 5:50 am

Os Dobradores de Terra Originais foram os Toupeiras-Texugos. Cegas criaturas que guiam-se pelo subterrâneo utilizando a dobra de Terra. A dobra de terra foi criada devido a uma batalha entre duas tribos inimigas. Dois membros dessas tribos se apaixonaram e se encontravam no topo da montanha que dividia as duas tribos. Em tal montanha, conhecerem duas toupeiras-texugos, que ensinaram a eles uma arte marcial com a qual pudessem cavar túneis para se encontrar secretamente debaixo da montanha na qual se conheceram. Tal arte era a dobra de terra.

Certo dia, o homem não compareceu e sua amada descobriu que ele havia sido morto na batalha entre as tribos. Ela, ao invés de usar seus poderes para destruir a todos, unificou as duas tribos e selou a paz entre elas. Ensinando a dobra de terra aos outros, uma cidade foi erguida em homenagem aos amantes: Oma e Shu. Assim foi criada a primeira cidade do Reino da Terra: Omashu.

Sobre o Reino
Localização: A geografia do Reino da Terra varia muito devido ao seu imenso tamanho. Sua capital é Ba Sing Se, ao nordeste, tendo como cidade importante também Omashu, no sudoeste. Várias vilas e florestas estão espalhadas pelo Reino.
Estação: A estação dominante do Reino da Terra é a primavera, época em que as coisas vivas da terra renascem. Mais Dobradores da terra nascem na primavera do que qualquer outra estação e seus poderes são mais fortes durante a estação.
Recursos naturais e alimentos: Os agricultores do Reino da Terra são capazes de cultivar uma grande variedade de alimentos para sustentar suas dietas, incluindo frutas, legumes e pomares, nozes, arroz e chás.
Militar: O exército costuma atacar a pé ou, em alguns casos, sobre Cavalos-avestruz. Usam grande variedade de armas, incluindo martelos, machados e foices. Em casos extremos é possível ver a utilização de catapultas que atiram anéis gigantescos com uma perfuração quadrada no centro, o símbolo do Reino da Terra. As tropas não possuem marinha devido ao “suicídio” que é atacar sem terra para dobrar. O exército conta também com elites poderosas: a Equipe Terra, Dai Li e Guardas Reais, sendo este último guardas pessoais do Rei.
Dobra de terra: A dobra de Terra é caracterizada por posturas firmes e golpes fortes que se originaram da arte marcial chinesa Hung Gar. Essa dobra consiste ser defensiva e ofensiva, porém seus movimentos não são de grande agilidade.
Transporte: A nação é muito grande e, portanto, tem uma grande variedade de transporte. Vários métodos enfatizam a velocidade, agilidade ou o luxo.
Cavalo-avestruz: um método popular de transporte em áreas rurais do Reino da Terra, como eles são versáteis e resistentes. (tempo de viagem entre nações: 1 hora)
Toupeira-texugo: pode ser útil para o transporte subterrâneo. É gigantesco e só trabalha enquanto ouve alguma música. Vale lembrar que as Toupeiras-texugo foram as primeiras dobradoras de terra. (tempo de viagem entre nações: 45 minutos)
Enguia-cão-de-caça: estão entre as mais rápidas criaturas na terra ou na água, e são, portanto, muito úteis. Assemelha-se a um lagarto gigante, quadrúpede, mas que anda na maioria das vezes com as patas traseiras. (tempo de viagem entre nações: 15 minutos)
Gigante besouro-rinoceronte: um besouro lento, porém extremamente resistente ao calor. De aspecto verde, consegue aguentar muita carga. (tempo de viagem entre nações: 1 hora e 15 minutos)
Barco à areia: um barco pequeno e de madeira grossa com uma vela pequena. Locomove-se apenas em deserto com a dobra de areia. (tempo: indeterminado; este recurso não pode ser usado na transição de nação já que anda apenas no deserto)
Shirshu: criatura rara, parecida com um tamanduá gigante. Apesar de cego, o animal “vê” pelo olfato, e pode achar algo há milhares de metros do local. Possui uma língua comprida revestida de neurotoxinas paralizantes que deixam o alvo imóvel por alguns minutos. (tempo de viagem entre nações: cinco minutos)
Dobra, Onda de Terra: Os dobradores de terra são capazes de criar uma onda no solo e montar sobre ela. Usando como transporte, o dominador fica em pé e se dirige para onde quiser em uma velocidade considerável. Requerimento: Ondas de Terra. (tempo de viagem entre nações: 1 hora — gratuito)
Trem, Baía da Lua Cheia: Com o passaporte, os moradores do Reino da Terra podem viajar pelo Trem através da Baía da Lua Cheia. (tempo de viagem entre nações: 1 hora — gratuito)
Governante: Bumi
Personalidade
[Para que sua interpretação se torne mais realista com a série que inspirou o RPG, sugerimos algumas personalidades de cada um dos povos. Você não precisa seguir o que será listado abaixo, é apenas uma chave para o realismo.]
O nativo do Reino da Terra tem suas personalidades mescladas. Pacifistas ou caóticos, frios ou calculistas. Homens de mente astuta e mulheres de ideais concretos. Os militares geralmente são homens rígidos e exigentes, aproximando-se um pouco do autoritarismo dos residentes da Nação do Fogo. Porém, entre si, os dobradores do Ar e residentes das Tribos da Água são pessoas gentis e bem receptivas, Costumam agradar os visitantes quando estes se dirigem à capital ou a Omashu.

Omashu

Uma imensa cidade de terra que é governada por um rei.

Seu principal objetivo era produzir armas e suprimentos para os soldados do Reino da Terra que estavam na guerra. A cidade se assemelha muito com quatro pirâmides (uma maior atras, duas médias dos lados e uma menor no meio das outras três), e, dentro dela, a um sofisticado sistema de entregas. Verdadeiros escorregadores gigantes correm por toda a cidade. As encomendas são postas em caixas de pedra, e assim, dobradores de terra empurram as caixas pelos escorregadores, que chegam em segurança ao seus destinos.

Ba Sing Se

A "cidade impenetrável" é a capital do Reino da Terra.    

Sempre atacada pela Nação do Fogo, a cidade resistiu os cem anos de guerra devido à sua enorme muralha. A cidade é controlada por um imperador, que por muito tempo fora manipulado por uma força especial chamada Dai Li.

Após a queda do Senhor do Fogo Ozai, a Dai Li perdeu sua posse sobre a cidade, que voltou a ser governada com justiça.

Incrivelmente grande e rodeada de muralhas, Ba Sing Se possui um sistema de tráfego de trem, de entrada e saída da cidade. Vagões de pedra controlados por dobradores de terra.

A Ilha de Kyoshi

Foi criada a mais de 400 anos pela Avatar Kyoshi, pois esta queria proteger o povo da vila onde nasceu e residia de Chin, o Grande, um poderoso tirano militar do Reino da Terra, que exigiu a rendição imediata dos aldeões locais, para adicionar a vila a sua coleção de conquistas.

Kyoshi disse ao conquistador que jamais permitiria que isto acontecesse,e então usou seus poderes de Avatar para separar sua aldeia do resto do continente, fundando assim a Ilha de Kyoshi. Mas no momento exato em que a ilha se separou do resto do reino, uma rocha caiu no oceano levando Chin junto a ela. Depois da morte do tirano, seus seguidores ficaram totalmente arrasados, a ponto de erguerem uma estátua, um templo e a cidade de Chintown em sua homenagem, e passar a nutrir um imenso ódio pelo Avatar. A ordem das Guerreiras Kyoshi habita a ilha.

O Deserto de Si Wong

Localizado no centro do Reino da Terra, o Deserto de Si Wong, ou o "deserto da morte" é uma vasta extansão árida e praticamente inabitada. Nele se localiza a lendária Biblioteca de Wan Shi Tong; uma "colméia" de Vespas-urubu jaz ali. O deserto hospeda os inescrupulosos Dobradores de Areia.

A Biblioteca de Wan Shi Tong

A Biblioteca que contém um imenso acervo sobre todo o tipo de conhecimento se localiza no Deserto de Si Wong. Seu proprietário, Wan Shi Tong, o Espírito da Sabedoria e "aquele que sabe mil coisas", não gosta dos humanos, pois estes sempre procuravam seus conhecimentos para tentarem destruir o próximo, ou até para destruir seu acervo, como fez Zhao.

Por isso, Wan Shi Tong enterrou sua biblioteca debaixo do deserto de Si Wong para nunca mais ser explorada.

A Passagem da Serpente

A Passagem da Serpente é um caminho sinuoso de terra que liga Ba Sing Se às premícias do Deserto de Si Wong. Considerado um caminho percorrido apenas pelos mais desesperados, a Passagem da Serpente foi percorrida por Aang e seus amigos quando estes tentavam chegar até Ba Sing Se. O caminho leva esse nome pelo monstro marinho em forma de serpente que habita o oceano ao redor da Passagem.

O Pântano Nevoado

O Pântano Nevoado é habito por Dobradores de Água que formam uma subdivisão da Tribo da Água. O lugar é totalmente místico: lá, as pessoas podem ter ilusões de pessoas que já se foram ou que ainda vão conhecer, e algumas plantas parecem se mexer por vontade própria.

O lugar, na verdade, é um superoganismo, uma enorme árvore em cujas imensas raízes nascem outras plantas.
avatar
Narrador

Mensagens : 178

Ver perfil do usuário http://avatar-korra.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum